sexta-feira, 6 de julho de 2012

Será que é correto chamar o Bóson de Higgs de partícula de Deus?

Olá pessoal!

Estou aqui novamente para trocarmos mais umas ideias.

Com as últimas notícias de indícios de a nova partícula encontrada no LHC (Large Hadron Collider = Grande Colisor de Hádrons) ter grandes possibilidades de ser o bóson de Higgs podemos encontrar muitas reportagens sobre o assunto, como vocês devem ter visto. E aí quase sempre aparece esta denominação para o bóson de Higgs: partícula de Deus.

Será que é correto chamar a partícula assim? De onde surgiu este nome?

Bem, vamos lá: os físicos não gostam nada de chamá-la desta forma, quem gosta mesmo é a mídia para chamar a atenção. 

Alguns de vocês já devem ter ouvido várias versões para este nome dado ao Higgs não é? Eu também já ouvi. Conversei com alguns físicos e a que parece mais correta é a seguinte:

O físico e ganhador do prêmio Nobel de física em 1988, Leon Lederman, escreveu um livro no qual falava sobre física de partículas e sobre o bóson de Higgs e se referia a ele como "Goddamn particle", ou seja, partícula maldita, partícula endiabrada, pela dificuldade de encontrá-la experimentalmente. Porém o editor do livro não achou que o termo seria muito bom e tirou o "damn" do Goddamn e ficou só God, daí veio o nome "God particle" ou partícula Deus. E depois para o português que foi modificada mais uma vez para partícula de Deus.

O livro tem o seguinte título: The God Particle: If the Universe Is the Answer, What is the Question? (A partícula Deus: Se o Universo é a resposta, qual é a pergunta?) 

Aqui abaixo tem e entrevista do Denis Damazio, físico brasileiro que trabalha na experiência ATLAS, na qual ele responde a várias perguntas, inclusive sobre esta questão que estamos discutindo. É muito interessante, vale a pena escutar. Entrem neste site e cliquem em Ouvir:

Então vamos combinar uma coisa? Vamos todos chamar a partícula pelo seu nome correto? De agora em diante, coloquemos em nossos vocabulários o termo Bóson de Higgs ok?!

Nos próximos posts vamos falar mais sobre as partículas elementares e vamos entender melhor também o que é um bóson e mais um montão de coisas! Acompanhem!

Referências:
Figura do livro de Lederman retirada de: http://en.wikipedia.org/wiki/The_God_Particle:_If_the_Universe_Is_the_Answer,_What_Is_the_Question%3F

quarta-feira, 4 de julho de 2012

Encontraram um novo bóson e tudo indica que pode ser o Bóson de Higgs

Olá a todos!


Hoje, dia 4 de julho de 2012, foi feito um seminário no CERN para a abertura da maior conferência de Física de Partículas que inicia hoje em Melbourne, na Austrália.

E neste seminário os físicos do CERN apresentaram os resultados obtidos até agora na procura pelo bóson de Higgs, uma partícula prevista teoricamente pelo Modelo Padrão e que até então as experiências feitas não tinham nenhum resultado significativo comprovando a sua existência.

Nos resultados preliminares que apresentaram hoje, os físicos disseram que encontraram um bóson e que tudo indica que pode ser o bóson de Higgs tão procurado. 

Eu aqui no blog ainda não cheguei no ponto de falar sobre o Modelo Padrão, ainda estamos no começo das nossas discussões sobre este assunto. Mas é bom que todos que acompanham o blog vejam as notícias recentes para terem mais vontade de aprender o que é o Modelo Padrão. Não fiquem assutados se não entenderem tudo que está dito na notícia. Com o tempo vamos aprofundar os conceitos faltantes.

O que eu queria que vocês entendessem é que este é um momento muito importante para a Física atual e que estes resultados podem mudar os rumos das pesquisas daqui por diante.

Aqui neste link vocês encontram a notícia divulgada no site oficial do CERN: http://press.web.cern.ch/press/PressReleases/Releases2012/PR17.12E.html

E aqui abaixo, coloco a tradução da notícia acima, feita pelo físico brasileiro Denis Damazio, que trabalha na experiência ATLAS que está no acelerador de partículas LHC do CERN:

As experiências do CERN observam partícula consistente com o tão procurado bóson de Higgs.

Genebra, 4 de Julho de 2012. Num seminário ocorrido no CERN hoje, abrindo o caminho para a maior conferência de física de partículas, ICHEP2012 em Melbourne, as experiências ATLAS e CMS apresentaram seus últimos resultados preliminares na procura do bóson de Higgs. Ambos experimentos observaram uma nova partícula na região de massa em torno dos 125-126 GeV.

“Observamos nos nossos dados evidências claras de novas partículas, ao nível de 5 sigmas, na região em torno de 126 GeV. O desempenho excelente do LHC e da experiência ATLAS e os esforços de muitas pessoas trouxeram-nos a este momento de euforia”, disse a porta-voz da experiência ATLAS Fabiola Gianotti, “um pouco mais de tempo será necessário para finalizar estes resultados para publicação”.

“Estes resultados são preliminares mas o sinal de 5 sigma em torno de 125 GeV que vemos é drámatico. Esta realmente é uma nova partícula. Nós sabemos que deve ser um bóson e é o bóson mais pesado que jamais encontramos”, disse o porta-voz da experiência CMS Joe Incandela. “As implicações são muito importantes e essa é exatamente a razão pela qual devemos ser extremamente diligentes em todos os nossos estudos”.

É difícil não estarmos eufóricos por estes resultados”, disse o Diretor de Pesquisa do CERN Sergio Bertolucci”. Estabelecemos no último ano que, em 2012, encontraríamos uma nova partícula similar ao Higgs ou excluiríamos a existência do Higgs do Modelo Padrão. Com todo o cuidado necessário, parece que estamos num ponto chave : a observação desta nova partícula indica que estamos na trajetória de uma maior compreensão daquilo que vemos nos dados”.

Os resultados apresentados hoje ainda são considerados preliminares. Eles se baseiam nos dados coletados em 2011 e 2012, sendo que os dados de 2012 ainda estão sendo analisados. A publicação das análises apresentadas hoje deve ocorrer no final de Julho. Um quadro mais completo das observações de hoje aparecerá mais tarde este ano depois que mais colisões do LHC possam ser coletadas pelas experiências.

O próximo passo será determinar a natureza precisa desta partícula e sua importância para a compreensão do Universo. São suas propriedades tais como esperadas para o tão procurado bóson de Higgs, o ingrediente final do Modelo Padrão da física de partículas? Ou temos algo mais exótico? O Modelo Padrão descreve as partículas fundamentais que nos constituem e também constituem todas as coisas visíveis no Universo e as forças que atuam entre tais partículas. Toda matéria que vemos, entretanto, parece ser apenas 4% de todo o Universo. Uma versão mais exótica da partícula de Higgs poderia abrir o caminho para compreendermos os 96% que permanecem obscuros.

“Chagamos a um importante marco na nossa compreensão da natureza”, disse o Diretor Geral do CERN Rolf Heuer. “A descoberta de uma partícula consistente com o bóson de Higgs abre o caminho para estudos mais detalhados, que requerem uma maior estatística, para descrever as propriedades dessa nova partícula e, provavelmente, poderá esclarecer outros mistérios do nosso Universo”.

Uma identificação positiva das características da nova partícula necessitará muito tempo e mais dados. Mas, independentemente de tais características da partícula de Higgs, nosso conhecimento sobre a estrutura da matéria está prestes a sofrer um considerável avanço.

Quem depois de ter lido a notícia ficou mais interessado no assunto?

Acompanhem as próximas postagens sobre o Modelo Padrão!!


Uma pergunta para vocês: O que será que esta imagem acima representa? 

Abraços


Referências:
Site do CERN: http://public.web.cern.ch/public/